JUNTA METÁLICA ESPIRAL

Muito usadas nas aplicações em vários segmentos industriais, suportam altas flutuações de pressão e temperatura.

As juntas metálicas espiraladas são principalmente indicadas para flanges com ressalto, sobreposto ou liso. Os materiais são definidos, de acordo com a aplicação levando-se em conta principalmente a compatibilidade química do material vedante com o fluído, a pressão e a temperatura de operação.

juntas-espirais
juntas-espirais
press to zoom
Junta Espiral
Junta Espiral
press to zoom
Junta Espiral 1
Junta Espiral 1
press to zoom
1/1

ONDE SÃO UTILIZADAS?

Tubulações • Automotivas • Fornos, Estufas e Portas • Aviação • Compressores • Aviação • Geradores • Naval • Empilhadeiras • Lisores p/ Caldeira • Tampas de Caldeira  • Tratores • Trocadores de calor • Ventiladores • Bombas/válvulas

TIPOS DE JUNTAS METÁLICAS

Junta Metálica Dupla Camisa

  • Normalmente utilizada em trocadores de calor ou caldeiras, são projetadas para aplicações de alta temperatura e pressão. As Juntas Dupla Camisa são as mais versáteis do grupo de juntas metálicas, são personalizadas e não há limite para tamanho, forma ou configuração.

 

Junta Metálica Plana

  • A junta plana possui a superfície de vedação lisa, proporciona alta resistência mecânica, boa condutividade térmica e resistência à temperatura, corrosão e pressão. Este tipo de junta pode ser fabricada em qualquer configuração desejada.

Junta de Expansão Dobradiça

  • A junta de expansão dobradiça, limita o movimento a um grau de liberdade, deflexão angular sobre um único eixo. As suas dobradiças podem ser projetadas para conter o impulso de pressão gerado quando a junta de expansão é pressurizada em serviço. Sua dobradiça também resiste à cargas de torção e forças de tesoura que podem resultar em tubulações adjacentes.

Junta de Expansão Metálica Axial Simples

  • Projetadas para absorver vibrações e movimentos axiais, laterais e angulares em tubulações ou equipamentos.

Junta de Expansão Universal

  • Possui estrutura tensora fixada nos seus terminais e é projetada para operar com baixas e médias pressões, sendo que os tensores são dimensionados para resistir aos efeitos da força de reação por pressão liberada pelos foles.